sábado, 28 de maio de 2016

FALSAS APARIÇÕES DE JACAREI | Apostasia na Igreja

Sobre a Apostasia na Igreja


Apostasia: enfraquecimento ou perda da fé gerando confusão e divisão
Ana Catarina Emmerich, freira alemã estigmatizada, em processo de beatificação, teve a seguinte visão: "uma grande quantidade de pessoas que trabalhavam para derrubar a Igreja de São Pedro. Os demolidores levavam grandes pedaços; eram em grande número, sectários e apóstatas. Em seu trabalho seguiam "certas" ordens e "certas" regras; disse mais: "Vi, com horror, que entre eles havia também sacerdotes católicos... Vi o Papa em oração, rodeado de falsos amigos, que, com freqüência, faziam o contrário do que ele ordenava."

Tereza Musco, mística italiana recebe da Mãe de Deus, uma advertência para a humanidade: "O Pai enviará um grande castigo ao gênero humano, na segunda metade deste século. Saiba que satanás reina nos mais altos postos. Quando chegar ao cimo da Igreja, ele já conseguiu seduzir o espírito dos grandes cientistas": "A partir de 1972, terá início o tempo de Satanás, o tempo das grandes provações. Atravessar-se-á então um período muito delicado. Cardeais se oporão a cardeais, bispos a bispos. Entre eles não existe amor... Não sabem como dirigir as almas, mas são incapazes de recorrer à oração".

Parágrafo da Carta diplomática (extra oficial) sobre o 3º segredo de Fátima enviada em 1963 pelo Papa Paulo VI à Kennedy (EUA) e Kruschev (URSS): ..."Também para a Igreja virá um tempo de provas duríssimas. Cardeais se levantarão contra cardeais, bispos contra bispos. Satanás penetrará em suas fileiras. Em Roma haverá grandes modificações. O que estiver podre cairá, e o que cair nunca mais se levantará. A Igreja estará na escuridão e o mundo, mergulhado em desordem."

Irmã Helena Aiello recebeu uma mensagem de Nossa Senhora em 11 de abril de 1952 (sexta-feira santa): "O Meu Coração está sangrando porque a Igreja será perseguida. Os lobos rapaces são muitos e vestem-se com a pele de cordeiro, e por isto o Cristo na terra (o Papa) sofrerá muito. A Itália será perturbada, pois prepara-se uma grande revolução; mas em parte será salva".

Irmão Davi Lópes, recebeu de Nossa Senhora em Medjugorje, a seguinte mensagem para os padres: "Eles tem a responsabilidade de avisar os fiéis a respeito destes acontecimentos. Dar-lhes força e dizer-lhes que não temam. Têm obrigação de passar adiante esta mensagem, sem hesitar, já que foi revelada a muitos santos, e não devem perder mais tempo, fazendo de conta que a desconhecem. Devem dedicar-se a ensinar as pessoas a se converterem e rezarem ao Espírito Santo. Devem igualmente ensiná-las a não se preocuparem com os bens materiais, dinheiro, poder, trabalho, etc., porque não vale a pena.

Do mesmo modo, devem pregar sobre a preparação à morte. É importante pregar sobre as realidades finais: morte, julgamento, Céu e inferno. Preguem expressamente sobre a necessidade de ter consciência do pecado, especialmente do pecado mortal e suas fatais conseqüências. Deus prefere a conversão por amor, mas se isto não for possível, que seja pelo temor do castigo. De qualquer maneira, Ele aceita a conversão, seja da forma que for, e acolherá, pois deseja a salvação. Por amor ou por temor, a única coisa que importa é entregar-se a Ele. Os padres devem guiar os fiéis. Em especial pelo exemplo de suas vidas de absoluta dedicação a Cristo.

Jacinta, uma das videntes de Nossa Senhora em Fátima, em suas últimas palavras, comunicadas à sua madrinha, madre Maria da Purificação Godinho, disse:

Sobre os sacerdotes e os governantes – "Minha madrinha, peça muito pelos pecadores! Peça muito pelos padres! Peça muito pelos religiosos! Os padres só deviam ocupar-se das coisas da Igreja. Eles devem ser puros. A desobediência dos padres e dos religiosos aos seus superiores e ao Santo Padre ofende muito a Nosso Senhor. Minha madrinha, peça muito pelos governos! Ai dos que perseguem a religião de Nosso Senhor! Se o governo deixasse em paz a Igreja e desse a liberdade à santa religião, era abençoado por Deus".

Sobre o pecado – "Os pecados que levam mais almas para o inferno são os da carne. Hão de vir umas modas que ofenderão muito a Nosso Senhor. As pessoas que servem a Deus não devem andar com a moda. A Igreja não tem modas. Nosso Senhor é sempre o mesmo. Os pecados do mundo são muito grandes. Se os homens soubessem o que é a eternidade, faziam tudo para mudar de vida. Os homens perdem-se porque não pensam na morte de Nosso Senhor e não fazem penitência. Muitos matrimônios não são bons, não agradam a Nosso Senhor e não são de Deus".

Sobre as virtudes cristãs – "Minha madrinha, não ande no meio do luxo; fuja das riquezas. Seja muito amiga da santa pobreza e do silêncio. Tenha muita caridade, mesmo com quem é mau. Não fale mal de ninguém e fuja de quem diz mal. Tenha muita paciência, porque a paciência leva-nos para o Céu. A mortificação e os sacrifícios agradam muito a Nosso Senhor. A confissão é um sacramento de misericórdia. Por isso é preciso aproximarem-se do confessionário com confiança e alegria. Sem confissão não há salvação. A Mãe de Deus quer mais almas virgens, que se liguem a ela pelo voto de castidade. Para ser religiosa é preciso ser muito pura na alma e no corpo". – "E sabes tu o que quer dizer ser pura? – pergunta a madre Godinho. – "Sei, sei. Ser pura no corpo é guardar a castidade; e ser pura na alma é não fazer pecados; não olhar para o que não se deve ver, não roubar, não mentir nunca, dizer sempre a verdade ainda que nos custe..." "Quem não cumpre as promessas que faz a Nossa Senhora nunca terá felicidade nas suas coisas. Os médicos não têm luz para curar bem os doentes, porque não têm amor a Deus".

Nas mensagens de Garabandal, aparição de Nossa Senhora na Espanha (1961-1965), lemos:

A primeira mensagem de Maria Santíssima, aconteceu no dia 4 de julho de 1961, Ela só autorizou dia 18 de outubro através de Conchita: "Há que fazer muitos sacrifícios, muita penitência, visitar o Santíssimo Sacramento e procurar ser honesto e bom. Se não, virá um severo castigo. A taça (a paciência divina) já está esgotada e se a humanidade não buscar a conversão, virá sobre o mundo um castigo bem maior".

A segunda, do dia 1º de janeiro de 1965, transmitida somente no dia 18 de julho: "Como não se cumpriu e não se fez conhecer ao mundo a minha mensagem do dia 18 de outubro de 1961, dir-vos-ei que esta é a última. Antes, a taça estava a encher-se; agora está a transbordar. Muitos cardeais, bispos e sacerdotes vão pelo caminho da perdição e, com eles, arrastam muitas almas. À Eucaristia dá-se cada vez menos importância. Devem evitar, com o maior esforço, que a ira do Senhor caia sobre vós, porque ela é terrível e devastadora. Se pedirem a Deus perdão dos pecados, de alma sincera, Ele irá perdoar-vos. Eu, vossa Mãe, pela intercessão do arcanjo São Miguel, quero suplicar-vos que se convertam, agora já não há muito tempo. Amo-vos com muita ternura e não quero que nenhum de vós seja condenado ao fogo eterno. Rezai sempre, fazei sacrifícios por amor a Deus, sede dóceis, pacientes e meditai na Paixão do Meu Filho Jesus".

O Padre Pio de Pietralcina (Itália) que possuía as Santas Chagas de Jesus, disse em visão a um irmão (Padre): Escutai, almas consagradas!

"Que irá acontecer ao mundo? No meio da nossa alegria no Céu, estremecemos, com angústia, porque todos temos os nossos na terra. Apressa-te! Não temas as reflexões que façam! Escreve, fala, remexe os corações que se querem atolar no lodo. Mais que todos, são os nossos irmãos consagrados que embebem de amargura a Cristo, "Pão da vida", porque começam a corromper-se. Que perspectiva aflitiva! Que espetáculo! Julgar-se-ia estar em Babilônia... A hora é grave, muito grave e eles serão os primeiros a serem arrebatados pela tempestade, porque é por eles, por seu intermédio, que vêm tantos males ao mundo.

Na efetivação do teu programa:

Primeiro, proclama, à face do mundo, que a Virgem Maria é Imaculada.

Em seguida, anuncia que as almas consagradas, que não quiserem observar as leis da pureza e da continência virginal, não são dignas de permanecer ao serviço de Deus, junto dos seus santos tabernáculos. É preciso muita oração, um pouco de penitência, mais visitas a Jesus Eucaristia, submissão e imolação. Há necessidade de vítimas para reparar; almas hóstias, almas puras. O sofrimento das almas puras toca o Coração de Deus. Que os fiéis não durmam! Que tomem a peito os interesses do seu Criador; que evitem passatempos inúteis, a TV ao longo do dia! Privação, penitência, zelo pela glória de Deus!

O tabernáculo, fonte de vida

"Recomendo-te que insistas em fazer progredir o amor e a necessidade deste Dom Supremo de amor infinito de Jesus que se entregou às almas, sem limite. Que sejam gratos a Jesus-Eucaristia e mostrem esta gratidão na vida. O sacrário é fonte de vida; é o sustentáculo, a paz, a ajuda e o conforto das almas cansadas.

É preciso ir a Jesus com fé viva, e não por hábito e para depressa o esquecer. Viver da fé, desta fé viva que eleva as almas para o que é sublime; não se deixarem apegar à terra. O mundo é uma passagem, é preciso saber lutar para se libertarem do que passa.

Se as almas não se aproximarem muitas vezes do braseiro eucarístico, permanecem tolhidas, sem entusiasmos, tíbias, áridas. Que consolações, pois, Jesus podia receber destas almas, que não têm força para se elevarem acima do que é criado?

É preciso viver com a convicção de que se deve amar e servir ao Senhor, e viver em harmonia com esta convicção. Ah! Se as almas conhecessem bem e apreciassem o grande dom de um Deus habitando vivo no meio de nós, como elas viveriam de outro modo! No tabernáculo recolhem-se todos os tesouros; lá a alma torna-se feliz e vive transformada em Deus. Quem não sente fome e sede de Deus, vive uma vida sombria. Apenas vegeta".

Aos consagrados

"Os sacerdotes!... de que grande dignidade estão revestidos! E que loucura para eles quererem aviltar-se!

Consagrados, escutai!

Deus, que é a pureza por essência, escolheu para si, sobre a terra, uma família igualmente imaculada. A família íntima de Deus é formada pela almas virgens, que Ele escolheu para si. Onde quer que se encontre uma alma pura e virgem, encontra-se um templo de Deus.

Padres, os vossos corações são altares de Deus, onde ele se imola. Felizes de vós, se respirais a graça divina como jardins floridos, como templos de fé, como o altar do sacrifício!

As obras das almas castas são isentas de amargor e cheias de suavidade, porque a pureza encontra em Deus o seu foco. Para vós, está assegurada uma proteção muito especial, porque conservais imaculada a união íntima com o Senhor. A alma virgem é uma vítima que se imola pela Igreja, sua Mãe. Os padres virgens são aqueles, cujos lábios engrandecem e exaltam a Paixão de Cristo: aqueles que, trazendo no seu corpo a Paixão de Cristo, são lírios perfumados da Igreja. Assim como a água límpida reflete o sol, assim a alma pura e casta reflete a imagem de Deus, que se revela aos que têm coração puro.

Lembrai-vos disto; gravai-o profundamente em vossos corações. O mais belo e precioso ornamento do padre é a pureza virginal. A pureza penetra até o mais alto do céu, faz ver e compreender coisas sublimes; ela é um reflexo da claridade de Deus; dá o gosto e o sabor de tudo o que é santo; tem uma intuição particular das coisas espirituais e gera o heroísmo da virtude e do martírio; ela nos dá ardor e entusiasmo para a salvação das almas.

Que fareis vós, queridos irmãos, para vos conservardes castos e puros no meio de tantos perigos, no meio dum mundo sedutor e pérfido? Mortificai os sentidos, mortificai os olhos e principalmente os ouvidos, evitando familiaridades ociosas, que são a sepultura da pureza. Oh! A pureza virginal! Até os anjos a invejam! Ela dá a todo o ser brilho particular. A pureza vem do Céu; é preciso pedi-la sem cessar ao Senhor e ter o cuidado de não a ofuscar; é preciso fechar as portas à sensualidade da terra, como se barricam as portas e janelas para impedir a entrada de alguém.

Inflame-vos de amor por Deus o pensamento contínuo da sua onipotência, para que vivais neste mundo a vida do Céu. Que os fiéis se lembrem disto: faça-se nas paróquias ao menos em particular, uma hora santa, toda as quintas-feiras, pela santificação dos sacerdotes".

São Gregório Magno: "A Igreja, nos últimos tempos, será espoliada da sua virtude. O espírito profético esconder-se-á, não mais terá a graça de curar, terá diminuta a graça da abstinência, o ensino esvair-se-á, reduzir-se-á – senão desaparecerá de todo – o poder dos prodígios e dos milagres. Para o anticristo está se preparando um exército de sacerdotes apóstatas".

Ao Padre Stefano Gobbi, disse Nossa Senhora: "...A hora da grande apostasia chegou. Está se realizando tudo quanto foi predito pela divina Escritura, na segunda Carta aos Tessalonicenses. ...Essa grande apostasia difunde-se cada vez mais, também no interior da Igreja Católica. ...O Papa não é mais escutado e sim publicamente criticado e escarnecido. ...Nestes tempos permanecerá na Igreja Católica um pequeno rebanho, que será fiel a Cristo, ao Evangelho e à toda verdade." Suíça, 11/06/88.

"...Quando este Papa tiver cumprido a missão que Jesus lhe confiou e Eu descer do céu para acolher o seu sacrifício, todos sereis envoltos por uma densa treva de apostasia, então generalizada." Áustria – 13/05/91

"...Chegaram os tempos por Mim preditos, em que os sacerdotes que me veneram, escutam e seguem, são escarnecidos, vilipendiados e combatidos por outros sacerdotes, que também são filhos da Minha materna predileção." Itália – 12/11/88.

À Vassula Ryden, disse JESUS: "..O inimigo, se entronizará a si mesmo no Meu santuário. ...Dirige-se contra aquele que foi por Mim designado (Papa João Paulo II) e que ainda detém a rebelião prestes a explodir. Ele (o Papa) é corajoso, mas a sua vida está a caminho do sacrifício". 27/05/93

"...Todas estas coisas que Eu predisse acontecerão agora rapidamente, nada poderá ser evitado. Eu vos falei da apostasia, esta apostasia que impede a ação dos Meus melhores amigos e os mantém desarmados, pela rapidez e amplitude das articulações. Não disse Eu que os cardeais se oporiam aos cardeais e que os bispos criticariam os bispos, e que são numerosos aqueles que vão pelo caminho da perdição? Com as suas contínuas dissensões, eles enfraquecem a Minha Igreja. Hoje esse espírito de rebelião cresce no interior do Meu santo lugar." 19/02/93

"...Alguém que senta Comigo à Minha mesa se revolta contra Mim. Virá a hora em que homens poderosos invadirão o Meu santuário, pessoas que não vem a Mim. Eu, Jesus Cristo, quero pôr de sobreaviso os Meus padres, bispos e cardeais. Uma grande tribulação aproxima-se da Minha Igreja. Obedecei ao Papa, não dando ouvidos aos que se revoltam contra ele. O Papa terá muito que sofrer. Eu mesmo construí a Minha Igreja sobre Pedro, a rocha... e as portas do inferno jamais poderão prevalecer contra ela... Disse-vos isso agora, antes que aconteça, afim de que todos possam acreditar, quando acontecer". 17/03/93

http://www.rainhamaria.com.br/Pagina/123/Sobre-a-Apostasia"peregrinos revoltados" . APOIO. CHAMADO DIVINUS

FACEBOOK
curta >>>>
https://www.facebook.com/aparicaodejacarei 

http://www.jacareiencantado.blogspot.com.br
http://www.amen-etm.org/FichadeJacarei.htm
VISITE: www.arcanjomiguel.net


Deixe seu Comentário: